domingo, 23 de outubro de 2011

O Professor ( Adaptada )

Ela parecia indignada.

"Vamos lá Lua, ataque de puritanismo agora? OK, não importa se você já fez ou não, toparia fazer agora?"

"Arthur pelo amor de Deus, onde quer chegar?"

"Vou ter que ser mais claro que isso minha linda?" - Ele perguntou divertido, imaginando qual a cor do rosto dela naquele momento.

"Por favor." - ela disse.

"Ok. Você quer fazer sexo comigo pelo telefone Lua?"
"O que você disse?"

A Pergunta veio mais recheada de curiosidade que indignação.

"Sexo por telefone Lu...Na verdade é o nome dado para troca de frases de incentivo pelo telefone...Você sabe...Para satisfação solitária, podemos assim dizer. Poderíamos fazer juntos, o que acha?"

"Arthur...eu..."

"Liberte-se Lua, não há nada de errado, é muito simples inclusive, basta apenas que me diga o que você gostaria de fazer comigo se eu estivesse ai, e eu faço o mesmo, o resto flui normalmente."

"Mas...Isso é constrangedor não acha?"

"Constrangedor por que? Você está sozinha não está?"

"Claro que estou."

"Perfeito, então ninguém vai te ouvir, só nós dois vamos saber o que se passar aqui e convenhamos, já temos intimidade o bastante para não nos constrangermos com isso".

"Nossa... - ela disse bastante dividida - Eu...Não sei Arthur".

"Minha querida não fique tão constrangida, que tal fazermos o seguinte: deixemos esta conversa fluir, se você não se sentir confortável, não me incomodarei de parar".

Lua pensou alguns segundos. Seu corpo já estava em chamas apenas com a voz dele meio metalizada, mas sentia-se presa a pudores dos quais ainda não conseguia se libertar.

"E qual seria o propósito final disso?"

Ele sorriu de leve.

"Academicamente falando, seria estimular você a conhecer seu próprio corpo, e também mostrar a você que mesmo que estejamos longe um do outro podemos nos satisfazer".

"Conheço meu corpo Arthur Aguiar".

Ele iniciou uma gargalhada, mas sua voz foi imediatamente abafada, no que ela supôs que ele mesmo a abafou com a mão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário